Embrapa e Qualcomm querem potencializar drones no campo

Com sistemas de bordo inteligentes, os drones poderão processar imagens e transmiti-las em tempo real à base.

0

Uma parceria da Qualcomm, líder em tecnologia móvel, com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)  e o o Instituto de Socioeconomia Solidária (ISES)  quer potencializar o uso de drones na agricultura. Por meio do Programa de Desenvolvimento de Tecnologias para o Uso de Drones em Agricultura de Precisão, eles pretendem demonstrar soluções que podem ser aplicadas para reduzir o impacto ambiental e aumentar a produtividade das culturas.

O programa, em três fases, vai desenvolver um sistema de bordo inteligente, pelo qual o drone – ou vant – transmite ao agricultor, via rede celular, informações em tempo real sobre a saúde da lavoura. Assim, torna-se possível detectar com precisão focos de pragas, estresse hídrico, déficit de nutrientes e danos ambientais, aumentando a produtividade e otimizando recursos.

Atualmente os altos custos, a necessidade de operadores e técnicos especializados, além do uso de computadores de alta capacidade tornam os drones inacessíveis para a maioria dos agricultores do Brasil. Ao desenvolver sistemas de bordo para drones e aplicar uma prova de conceito é possível proporcionar a ampla adesão da tecnologia na indústria agrícola, tornando essas soluções acessíveis aos pequenos, médios e grandes produtores.

De acordo com as empresas, após o desenvolvimento de sistemas de bordo para drones, o programa terá testes de campo com os dispositivos e uma avaliação para medir o seu impacto econômico e social. Com isso, ainda será possível comprovar que os drones podem permitir a adoção de medidas imediatas em favor do meio ambiente e negócios, reduzindo ainda a consequência negativa das mudanças climáticas.

O chefe-geral da Embrapa Instrumentação, João de Mendonça Naime, disse que a colaboração entre as empresas vai permitir ao Centro de Pesquisa brasileiro a disponibilização de tecnologias de processamento de imagens aéreas para produção de diagnósticos expeditos no campo, com essa inteligência agronômica embarcada na plataforma para drones. “Esperamos resultados expressivos para o aumento da competitividade e da sustentabilidade da atividade agropecuária no Brasil”, afirmou.

“Com o aumento da demanda por alimentos no mundo, a agricultura de precisão se torna cada vez mais importante. Os drones se tornarão uma ferramenta fundamental nesse sentido, em particular em países de extensão continental como o Brasil”, disse Rafael Steinhauser, vice presidente sênior da Qualcomm Serviços de Telecomunicações Ltda e presidente da Qualcomm América Latina.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA