Os drones movidos a hidrogênio não são novidade, a EnergyOr tecnologia tem investido bastante em testes e acredita na utilização massiva da tecnologia em um futuro próximo, as vantagens em relação a autonomia são enormes.

Durante a operação na Síria, as forças de defesa aeroespacial russa (VKO) testaram aeronaves não tripuladas movidas a hidrogénio, a agência de notícias RIA Novosti informou na segunda-feira, citando um representante do alto escalão do complexo militar-industrial. Segundo ele, drones aéreos equipados com motores de hidrogênio mostraram resultados muito bons durante os voos de teste.

A fonte disse à RIA Novosti que muitos drones de combate que estavam voando na Síria utilizando hidrogênio como combustível. “Isto significa que tais aeronaves não tripuladas são capazes de permanecer no ar por muito tempo”.

De acordo com o representante do complexo militar-industrial, todos esses drones voltaram em segurança para a Rússia. Atualmente, pesquisas sobre o impacto dos climas quentes e tempestades de areia sobre esse tipo de drone estão sendo realizadas.

De acordo com o presidente do Conselho do Comitê da Federação de Defesa e Segurança, Viktor Ozerov, a utilização de motores de hidrogênio em drones os torna menos vulneráveis a mísseis que utilizam infra-vermelhos. “Esses motores têm uma perda menor de calor, assim, é menos provável de serem detectados”, disse ele.

Um motor a hidrogénio permite fazer voos mais longos, embora tenha o mesmo peso que as unidades de combustão convencionais. Por fim, é mais limpo do ponto de vista ecológico, o presidente também acrescentou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA