RQ-4 Global Hawk Mostra Gestão Avançada de Missão e Controle

0
An RQ-4 Global Hawk soars through the sky to record intelligence, surveillence and reconnaissance data. Air Force and Navy officials met to discuss joint training with the RQ-4. (Courtesy photo)

A Coorporação Northrop Grumman tem demonstrado com sucesso recursos de controle de gestão de missão que cria sistemas de aeronaves não tripuladas (UAS) mais versáteis e eficazes. Durante uma série de demosntrações de alta altitude e longa resistência dos RQ-4 Global Hawk, os UAS responderam bem aos pedidos externos de alternância dinâmica de rota de vôo e sensor de funcionalidade, desfazendo, assim, o paradigma de um usuário para o de um veículo.

“O Sistema de controle e de gestão de missão (CMMS) da equipe da Northrop Grumman tem orgulho de contribuir para a padronizaçõa dos sistemas de comando e controle (C2) dos vários UAS”, disse Michael Leahy, diretor de programa, CMMS, da Northrop Grumman. “Os requistos avançados de inteligência, vigilância e reconhecimentos de nossos clientes exigem sistemas de controle de solo modernos, baseados em padrões emergentes que podem ser usados em todas as plataformas de veículos aéreos – isso é o que nós nos esforçamos para entregar”.
A demonstração evidencia que a Global Hawk é capaz de integrar recursos avançados de gerenciamento de missão sem alterar o software de veículos aéreos.

Essa demonstração está em comum acordo com os objetivos mais amplos do programa de controle de missão das Forças Aéreas americanas. O Global Hawk tem interface com o CMCC usando a iniciativa de conjuntos de mensagens da UAS C2, que é um padrão emergente que permite a interoperabilidades entre os múltiplos sistemas de armas.
Ao demonstrar a capacidade da interface com esse novo padrão de mensagem, a Northrop Grumman novamente ilustra o potencial de crescimento do sistema da Global Hawk e a flexibilidade para aderir aos conceitos emergentes de operação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA