Drones para Segurança

0
drone checkpoint de segurança
drone checkpoint de segurança

Algumas das maiores evoluções das aeronaves não tripuladas, ou drones, ocorreram em virtude de pesquisa e desenvolvimento no âmbito militar, principalmente nos Estados Unidos, no entanto, as aplicações para fins de segurança não militares são incontáveis e estamos apenas no início da trajetória onde o nível de interação do homem com esses equipamentos está apenas começando.

A aplicação dos multirotores para segurança já está ocorrendo com sucesso nas áreas de segurança pública, a polícia tem utilizado drones ao redor do mundo para monitoramento de penitenciárias, descoberta de cativeiros, investigações e apoio aérea em alguns tipos específicos de perseguição (a velocidade da maioria dos UAVs comerciais atuais não permite uma perseguição de um carro ou uma moto em fuga, devido a limitações de velocidade, no entanto, se um fugitivo entra no mato em fuga a pé, a utilidade dos drones para cobertura rápida de grandes áreas é muito eficiente).

drone utilizado pela polícia
drone área de segurança pública

Na área privada as aplicações também são infinitas e dependem apenas da nossa imaginação, os usos mais óbvios são monitoramento de áreas de difícil acesso, cobertura de grandes áreas em um curto espaço de tempo, monitoramento corporativo em áreas que o acesso a pessoas de fora da organização é restrito (no caso, a empresa terceirizada de segurança pode após um alarme enviar um funcionário até o lado de fora da empresa e o drone entra para verificar rapidamente a integridade do perímetro).

Hoje há uma vasta gama de tipos de sensores e equipamentos de filmagem que podem equipar um multirotor, desde sensores de presença, até sofisticadas câmeras com visão noturna, temos também equipamentos de custo relativamente baixo programáveis para voos autonomos, que podem seguir caminhos pré definidos ativados automaticamente por um sensor de presença ou manualmente via internet.

A tecnologia dos drones tem evoluído rapidamente, em pouco tempo as baterias vão dobrar de capacidade e os custos tendem a cair, milhões de dólares tem sido gastos em pesquisa e desenvolvimento ao redor do mundo, no entanto, o maior problema que vamos enfrentar, provavelmente não é relativo a aspectos tecnológicos (já temos por exemplo drones que não deixam pessoas chegarem perto, por medida de segurança em relação a hélices(CES 2015)) e sim humanos, a utilização errada tende a gerar muitos conflitos, principalmente no campo da privacidade (como por exemplo filmagens realizadas pela polícia sem ordem judicial), em contrapartida, temos também a parte boa, na localização de cativeiros de pessoas sequestradas, vigilância de movimentação do crime organizado nas favelas, ajuda na captura de fugitivos de penitenciárias.

Confira abaixo um vídeo em inglês aonde se vê pela primeira vez uma comunidade local (Seattle) questionando a utilização de drones pela polícia, que conseguiu autorização junto ao FAA (Federal Aviation Administration).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA