fotogrametria drone curso

Sabe aquela conversa, comum em palestras sobre mapeamento com drones, feitas por empresas que vendem asa fixa que Phantom só serve para 3D e pequenas extensões? Pois é, o engenheiro Sergio Lugo Serrato da SkyLabs provou o contrário, com uma equipe de apenas 8 pessoas e utilizando 5 drones Phantom, Sérgio mapeou nada mais nada menos que 1000km de estradas no México, o processamento foi realizado na nuvem com o DroneDeploy.

O cliente foi uma agência do próprio governo mexicano, e no escopo estavam os seguintes objetivos, que foram atingidos com sucesso:

  • Condições do Pavimento
  • Marcações na Pista
  • Invasão de Vegetação
  • Estado Geral das Estradas

Sergio e sua equipe usaram 5 drones Phantom 3 Professional entre sua equipe de 8 pessoas. Os drones viajariam através do México para captar milhares(120.000) de imagens de 1.000 quilômetros de rodovia e então essas imagens foram processadas em ortomosaicos para entrega ao cliente.

Aqui no Brasil, apesar dos empecilhos legais, já temos ex-alunos realizando mapeamento de estradas, na região de Barreiras na Bahia e também no interior de São Paulo com resultados altamente satisfatórios.

Uma novidade que chega aos cursos de fotogrametria da Escola de Drones em Dezembro é a possibilidade de realização do processamento com ferramentas open source, utilizando Mac OS ou Linux, uma necessidade levantada pelos nossos alunos devido ao alto custo das ferramentas proprietárias. Também estamos preparando para os alunos um comparativo entre o mapeamento realizado com Phantom 4 e Inspire com X5, já adiantamos que o GSD é praticamente a metade, voando a mesma altura, mas o número de keypoints e matches não aumenta em uma escala considerável.

Quer saber como realizar mapeamentos como esse utilizando apenas um drone Phantom? Conheça os cursos de fotogrametria da Escola e Drones.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA